1 post from day 22/01/2015

Lágrimas de Ternura

Passei a tarde em seus braços. Pensamentos me invadiram, e me invadiu também seu calor.Sua respiração em minha nuca, sons que confundia com meus próprios devaneios, em um emaranhado de verdade e ilusão. Lágrimas irromperam. Adormeci. Ao despertar, não acreditei no que vi. O que outrora não conseguira distinguir, agora sabia, estávamos nós dois realmente ali. Não me contive. O abracei mais forte que pude e o que não pude foi conter as novas lágrimas que surgir...

Continue Lendo