Despertar, de Mari Scotti

Oi, gente.

A série Neifilins a cada página nos leva a descobertas de um mundo diferente de como o conhecemos. Já dividi com vocês minhas impressões e opiniões sobre os dois primeiros volumes da série: Insônia (clique aqui para ler a resenha) e Sonhos (clique aqui para ler a resenha).
Prontos para mais descobertas e aventuras?

DESPERTAR

(Mari Scotti)

Páginas: 210 / Ano: 2016

Gênero: Fantasia e Romance

SINOPSE: O último lugar que Suzanna desejaria visitar, após o sequestro de sua alma, é o Inferno. Mas é para lá que suas visões a guiam. As consequências da sentença de seu julgamento colocarão à prova suas decisões. O destino da humanidade reside em suas mãos, e o despertar de uma grandiosa escolha recairá sobre seu coração.

Será o amor mais forte que o dever?

A vida de Suzana continua não sendo nada fácil. Diferente de uma ou um jovem qualquer, que em determinado momento tem que fazer escolhas ao encarar a vida adulta, ela sabe que o caminho que decidir tomar, mais do que selar seu destino vai definir quem ela realmente é e a quem ela deverá servir. O caminho da nossa protagonista, por tudo o que já conhecemos é até que previsível, suas escolhas não são grande surpresa para aqueles que a cercam e, honestamente, nem para nós leitores. O que na verdade é supreendente é a trama de intrigas que a autora criou, pois apesar de estarmos falando de Anjos, também estamos falando em demônios e daqueles que se deixam levar.

Suzana amadureceu e agora vai se tornar um anjo, mesmo depois de tudo o que passou, de seus deslizes enquanto humana e de suas titubeadas sobre quem deveria seguir, o caminho do bem sempre esteve enraizado nela. Há tanto o que aprender, o que descobrir e amadurecer.

Ela tem sonhos. Visões turvas do que realmente aconteceu, das peças que seus adversários estão tentando pregar em sua mente, de premonições. Ela não sabe distinguir muito bem o que é o que, mas o mais importante no final é saber quem é quem, na verdade.

Em Despertar encontramos uma Suzana que está evoluindo para ser quem ela realmente deve ser e assim enfrentar tudo aquilo que vem pela frente. Permeado pelo romance com seu lindo anjo, o livro nos mostra uma incrível aventura e uma batalha travada entre o céu e o inferno que há de mexer com a Terra.

A descoberta de todo o seu passado e de como tudo aquilo está afetando o seu presente e afetará seu futuro me fez criar uma empatia maior com a protagonista. Se antes eu a achava imatura, agora devo confessar que acompanhando seu sofrimento na descoberta de quem é o verdadeiro inimigo já me coloco em seu lugar para refletir se eu teria a mesma coragem de enfrentar aquilo que quer me derrotar.

Uma fantasia cheia de ação, com bastante ritmo, foi o que a autora criou nesse terceiro volume da série. Claro que apesar de ter amarrado mais alguns pontos, também deixou lacunas e fatos a serem desvendados no próximo volume, pois mesmo com uma trégua, a guerra ainda não acabou.

Eu realmente gosto dessa série da Mari e quero logo saber como é que a coisa vai andar. Peguei uma raiva de alguns seres que desejo muito que o fim deles esteja próximo e que seja bem bem sofrido…. ai, acho que com esses dizeres, se eu fosse uma Neifilin e tivesse que provar que mereço o céu, já tinha caído!

Espero que vocês leiam esta série, pois é realmente boa e muito bem escrita. Com personagens reais e batalhas de prender à leitura.

Até a próxima.

*.*

 

Comentários

Comentários

No Comments