Lidos em Agosto

Oi, gente.

E aí? O que vocês andam lendo? Bom, meu mês de agosto foi bem melhor do que o restante do ano todo se você for analisar fria e proporcionalmente. Diria que foi bem diversificado no quesito de escolha e gêneros de leitura, dá só uma olhada: 

No comecinho do mês fiz a leitura de Enclausurado, de Ian McEwan. É uma leitura que tem uma proposta bem diferente e está bem longe do que estou acostumada a ler.

“O narrador deste livro é nada menos do que um feto. Enclausurado na barriga da mãe, ele escuta os planos da progenitora para, em conluio com seu amante — que é também tio do bebê —, assassinar o marido. Apesar do eco evidente nas tragédias de Shakespeare, este livro de McEwan é uma joia do humor e da narrativa fantástica. Em sua aparente simplicidade, Enclausurado é uma amostra sintética e divertida do impressionante domínio narrativo de McEwan, um dos maiores escritores da atualidade.”

Depois resolvi voltar pra minha zona de conforto e li Caixa de Pássaros, de Josh Malerman. Eu adoro um suspense, trhiller, então achei que era uma boa pedida – doce ilusão!

“Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.”


E assim como quando a gente tá triste e precisa de um chocolate – no meu caso Coca-Cola – para melhorar, depois de uma pequena decepção de leitura, a gente acaba escolhendo alguma coisa para acalmar nosso coração. Esse foi o meu caso, e assim encerrei o mês de agosto com a leitura de A chama dentro de nós, de Brittainy C. Cherry, que eu tinha certeza que iria amar, mas nem desconfiava que iria devorar as trezentas e poucas páginas em três dias! Fazia muito tempo que isso não acontecia comigo!

“Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles.”

Bom, essas foram as minhas leituras do mês. E vocês, leram muito? Para saber mais sobre o que achei dessas leituras é só acompanhar aqui o blog, porque logo mais vou falar melhor o que achei de cada um desses livros aqui para vocês.

Até a próxima. 

*.*

 

Comentários

Comentários

No Comments