Como eu era antes de você, de Jojo Moyes

Oi Gente!!!
Há um tempinho atrás eu concluí essa leitura, mas ainda não tinha tido tempo de contar pra vocês tudo o que achei…

Como não amar mais e mais Jojo Moyes a cada livro que leio?
Não sei o que acontece, são personagens que me conquistam, que me envolvem, me fazem amar e odiar… tudo junto e ao mesmo tempo. 
Mas vamos falar desse livro em específico… Lou e Will. Will e Lou. Clichê e provável que os dois iriam se apaixonar. Fato. E como os outros livros que li, a história em si é sempre bem provável, mas os desfechos, o desenrolar é sempre surpreendente. 
Louisa. A atrapalhada Lou. Uma pessoa um tanto quantos em propósito de ser no início do livro, que cresce, amadurece e se descobre durante o desenrolar da história. O desenvolver do enredo combina e caminha lado a lado com o desenvolver da personalidade de Louisa.  E em certos momentos eu me identifiquei com as crises existenciais da personagem, sabe? Alguns relances de Lou pensando no que fazer da vida, em tomar decisões e tal. 
Will. Ah, Will. Um humor seco, uma pessoa sarcástica, que utiliza-se desse tipo de comportamento para lidar com o que a vida lhe impôs. 
Um rapaz, de trinta e poucos anos, fissurado por esportes radicais, adrenalina e aventuras, que sofre um acidente que lhe condena a dias muito difíceis, escravo de uma cadeira de rodas e praticamente 100% dependente dos outros. A consequência disso é uma pessoa ranzinza, deprimida e sarcástica. 
Dito tudo isso posso ainda dizer que Will é um personagem muito interessante e intrigante. Inteligente e determinado, em alguns momentos em que se desprende da sua carapaça de autodefesa, se transforma em um rapaz doce, encantador e apaixonante. 
Bom, é mais do que óbvio que os dois vão se envolver….e, bom. sem spoiller, mas se você quer chorar, leia um livro da Jojo Moyes. Leia este livro. 
Ao terminar a leitura fiquei um tanto quanto paralisada, tentando digerir o que tinha acabado de ler. São nuances que fazem você se apaixonar e torcer por um futuro melhor, por um felizes para sempre. Terminei a leitura com muita raiva de Will, mas ao mesmo tempo pensativa… e algumas horas depois, penso que entendi suas razões para ser como era, suas atitudes e decisões. 

“Uma história sobre amor, aprendizado e perda. Um livro extraordinário.” (Daily Mail)

Não sei se todos sabem, mas uma curiosidade sobre esse livro é que também será adaptado para o cinema, e tem estreia prevista ainda para esse ano de 2015. 
Já foram divulgados os roteiristas, Scott Neustadter e Michael H. Weber, a mesma dupla que foi responsável pelo roteiro de A culpa é das estrelas. 
Sobre a possível escolha dos atores, que a autora do livro teria divulgado em sua conta no Twitter, eu não sei se fiquei muito feliz, não. Ainda não sei se gosto ou não. Emilia Clarke, conhecida pela personagem Daenerys Targaryen na série Game of Thrones, interpretará o papel de Louisa Clark. Já o papel de Will Traynor ficará a cargo de Sam Claflin, que interpretou Finnick Odair em Jogos Vorazes em Chamas

Sinopse:

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. 
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Ano: 2013

Comentários

Comentários

3 Comments