Os bons segredos, de Sarah Dessen

Oi gente!

Quem acompanha o blog ou o canal lá no YouTube já deve ter me visto comentar que tenho uma grande tendência a não ler resenhas ou muitas vezes nem mesmo a sinopse de livros que estão sendo muito comentados. Explico novamente porquê eu faço isso, primeiramente confessando que sou altamente influenciável, então para não fazer a leitura já com algum possível vício que alguém, um outro leitor, possa ter incutido em meu subconsciente, eu acabo me distanciando do mundo, para que eu consiga ter a minha própria opinião. Bizarro isso? Talvez. Mas, cada louco com a sua mania, não é mesmo?

Acabei escolhendo esse livro para que fosse minha leitura das férias – mini-micro-quase férias, que na verdade era uma semaninha de descanso! E não podia estar mais certa em minha escolha…

OSBONSSEGREDOS_CAPASINOPSE

Os Bons Segredos

Autora: Sarah Dessen

Páginas: 408

Ano: 2015

Editora: Seguinte

Sinopse: Há segredos muito bons para serem guardados — e livros muito bons para serem esquecidos Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham. Inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família, Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os bons segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu lugar no mundo e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família no caminho. 

A história é contada do ponto de vista de Sidney, uma garota que teve boa parte de sua vida vivida à sombra de Peyton, o irmão mais velho que sempre se destacava em tudo, tinha um brilho natural; em um outro momento, o ângulo em que a luz incidia sobre essa família mudava a posição das coisas, agora Sidney então passa a viver à sombra de um irmão que tinha causado um acidente e deixado um garoto paraplégico, e agora cumpria sua pena na prisão, detenção ou seja lá o que for; em paralelo a tudo isso, Sidney não tinha muito espaço com seus pais, já que Peyton precisava de todo o apoio possível assim, mais uma vez a garota se via à sombra de seu irmão.

No momento seguinte à condenação do irmão, a garota pede aos pais para mudar de escola e assim novas amizades são feitas, novos laços, novos sentimentos.

Aos poucos Sidney vai crescendo na história, amadurecendo e fazendo suas próprias escolhas. Ela se descobre e enxerga que não precisa viver sempre ofuscada sendo a sombra de alguém, ou com o que sobrar, ela também tem espaço nesse mundo que é tão dela quanto de todos os outros com os quais ela convive.

quote2

É uma história envolvente, com personagens cativantes. Peyton, o garoto que deveria ser odiado, não é tão odiável assim. Sidney, ao meu ver, tem um pouquinho de todos nós em sua personalidade: querer ser vista sem ser notada; não ser invisível, mas também não ser o centro das atenções. Layla, a nova melhor amiga da nossa protagonista, com certeza me cativou com sua espontaneidade. Mac é simplesmente o meu ideal de companheiro para a vida. Sim, pessoas. Não consegui encarar nenhum deles como meros personagens, pois achei uma história muito plausível de acontecer, com muitas nuances da vida real e talvez por isso não agrade a todos. Em vários momentos me esqueci que estava lendo uma obra de ficção e parecia muito que estava lendo o relato de alguém, algo real. Acho que foi isso que me prendeu. Saber que tudo isso pode acontecer, que pessoas assim existem e passam por situações como estas. Em alguns pontos, até mesmo me identifiquei.

Claro que nem tudo são flores. E se teve um ponto que me deixou um pouco desanimada foi o desfecho que a autora deu para a história. Eu realmente fiquei esperando algo. Fiquei com uma expectativa que foi criada no finalzinho que não se justificou. Uma página a mais não faria mal a ninguém…

Devo dizer que a capa, para mim, foi inspiradora. Me passava algo bom todas as vezes em que olhava para ela e assim continuou sendo depois que comecei a leitura. Faz jus à obra. De verdade, a editora Seguinte está de parabéns.

Quote1

Se você procura uma leitura descontraída, um YA com um tema um tanto quanto real e intrigante, eu realmente recomendo a leitura de Os bons segredos.

Valeu muito a pena conhecer a autora e vou correndo atrás de outros títulos. Alguém me indica algum?

Até a próxima.

*.*

 

Comentários

Comentários

13 Comments

  • comment-avatar
    Nathália Araújo 12 de janeiro de 2016 (17:30)

    Olá, Mah!
    Sou louca para ler esse livro! Até escolhi como presente para minha prima, para assim poder ler o dela haha A estória parece ser ótima e com alguns aprendizados. Uma pena o final não ter sido esclarecido o suficiente. Adorei a resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    http://www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    • comment-avatar
      Marina Herrador 17 de janeiro de 2016 (14:37)

      Oi Nath!
      Sem interesse nenhum no presente alheio, né? risos
      É, fiquei esperando um pouco mais do final, mas nem por isso mudei de opinião sobre o livro como um todo. Continuo dizendo que é uma ótima e leve leitura!
      Bjs*.*

  • comment-avatar
    Gabriel 12 de janeiro de 2016 (17:58)

    Oee Mah,
    Eu sou doido pra ler esse livro e por isso não li sua resenha toda, não foi por preguiça não hehe e que eu tenho uma mania estranha de ler o livro sem saber quase nada sobre, acho sempre que a leitura fica mais legal.

    Étreintes!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    • comment-avatar
      Marina Herrador 17 de janeiro de 2016 (14:41)

      Oi Biel!
      Pode ficar super tranquilo porque eu te entendo. Eu também tenho essa mania. Se o livro é muito comentado ou se eu quero ler muito procuro saber o menos possível para não ser influenciada. Volta depois pra ver se a opinião bate!
      Bjs*.*

  • comment-avatar
    Larissa Santos 13 de janeiro de 2016 (00:34)

    Oi MaH!
    Já tinha visto esse livro algumas vezes, mas não me lembro de ter lido nenhuma resenha antes.
    Realmente gostei do enredo, parece ser uma história ótimo, como você diz. E super concordo com você sobre a capa: ela passa um sentimento muito calmante, positivo.
    Ótima resenha!!
    BJs!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/
    Últimos dias para participar do concurso cultural: Sua vida, um conto de fadas. Valendo um box Saga Encantadas- ed. econômica. http://goo.gl/cfmoVN Até o dia 16/01

    • comment-avatar
      Marina Herrador 17 de janeiro de 2016 (14:41)

      Oi Lari,
      obrigada, que bom que gostou da resenha. Realmente é um livro leve, na medida certa. Eu indico. E é bom também ficar se deliciando com a capa, eu passava um tempão admirando!
      Bjs*.*

  • comment-avatar
    Tamires 13 de janeiro de 2016 (21:49)

    Oi, Mah

    Sobre não ler as resenhas dos livros muito comentados…eu até leio, mas a popularidade dos livros me dá gastura e eu pego implicância! hahahaha

    É tão bom quando os personagens secundários são cativantes, né? Layla e Mac parecem ser aquele tipo de personagem que a gente quer ter como amigo de verdade!

    Eu não costumo ler muitos YA, mas tenho vontade de ler Os Bons Segredos.

    Quanto à capa, eu não curto! hahaha
    Prefiro a capa original, com o carrossel todo iluminado…

    Beijo
    – Tamires
    http://www.meuepilogo.com

    • comment-avatar
      Marina Herrador 17 de janeiro de 2016 (14:43)

      Oi Tami,
      acredite que eu li o primeiro trecho do seu comentário com a sua voz – principalmente a entonação da palavra implicância! risos
      Ah, eu até acho que a capa original pode ter mais a ver, mas eu não sei o que acontece entre mim e essa capa, a gente tem uma conexão, sabe? risos
      Bjs*.*

  • comment-avatar
    Diego França 14 de janeiro de 2016 (14:29)

    Mahhhhhh! Bem-vinda de volta! Saudade de ler algo aqui.
    Menina eu fiquei encantado com a escrita da Dessen e a narrativa leve. Não conseguia parar de ler quando comecei. Realmente é uma história tão próxima da realidade e foi isso que me conquistou também. Quantas mães agem como a mãe da Sydney e fecham os olhos para os erros do próprio filho, esse que parece estar mais consciente da culpa que teve e dos seus erros?
    Muitas famílias passam por isso sim. A autora tratou desses assuntos de maneira leve, mas isso de alguma forma Me incomodou, porque achei que em alguns momentos a siatucões poderiam ter um desenvolvimento maior. Me incomodou também o fato da personagem principal não ter crescido tanto. Em vários mentoz esperei Sydney dar a avoz e se impor e isso não aconteceu até o final. Também esperei mais dele. Mas adorei ler o livro e quero ler mais da autora. E sobre VC não ler resenhas e sinopses eu acho super normal, afinal acho que a maioria das pessoas que lêem são influenciáveis. Eu também sou.

    Bjux!
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    • comment-avatar
      Marina Herrador 17 de janeiro de 2016 (14:46)

      Oi Di!
      Eu discordo um pouco, mas acho que Sidney cresceu da maneira certa, no ritmo que a narrativa pedia. Ela não ia ter uma reviravolta do dia para a noite mesmo, ela estava descobrindo como era “ser notada”, em alguns momentos eu senti que nem ela sabia ao certo o quanto queria aquilo…Não sei. Eu acho que a profundidade com que tudo foi abordado ficou no ponto certo pelo gênero (YA) e é por isso até que eu fujo um pouco desse gênero, porque Às vezes fica faltando algo. Mas no geral é uma boa leitura, sim.
      Bjs*.*

  • comment-avatar
    Rafael Lemos 24 de janeiro de 2016 (21:54)

    Oi, Mah. É a primeira vez que visito o blog e adorei! Todo mundo fala tão bem de Os Bons Segredos, que minha vontade para lê-lo só aumenta mais e mais. Com certeza é uma das metas para 2016 😉

    http://crushforbooks.blogspot.com.br/

    • comment-avatar
      Marina Herrador 31 de janeiro de 2016 (00:32)

      Oi Rafael, seja bem-vindo e volte mais vezes, né?
      Eu adorei e recomendo a leitura, de verdade!
      Bjs

  • Livros para o verão – O que disse, Alice? 7 de janeiro de 2017 (16:22)

    […] OS BONS SEGREDOS […]