Troféu Literário 2017: Os Personagens

Oi, gente!

Dando continuidade ao balanço anual das leituras, que esse ano vem em forma de Troféu Literário 2017, hoje temos mais uma parte das categorias: personagens.

Ai, confesso que essas foram difíceis, viu? Eu tenho uma coisa de ficar analisando personagens e tal, me sinto a própria terapeuta deles, é algo absurdo! Mas, vamos lá!

Os personagens

O meu personagem queridinho – Brooks, o Silêncio das Águas | Pensem em um garoto apaixonante e, quando digo isso, é porque ele é apaixonante como pessoa mesmo. Tem um coração invejável e, de verdade, ele roubou meu coração desde as primeira páginas.

O personagem que me deu nos nervos – Rex, o Castelo de Vidro | Ele até tinha seus motivos, filosofias de vidas, crenças e etc. Mas, ainda assim ele era uma pessoa desprezível. Não consegui ter empatia nenhuma por esse personagem.

O meu casal queridinho – Brooks e Maggie May, de O Silêncio das águas | Se Brooks já havia me conquistado por si só, a força do amor desse casal foi algo que fez meu coração ficar quentinho. Eles são o meu ideal de casal, de relacionamento, de amor.

O casal que me fez querer vomitar – Logan e  Grace, o Erro | Pensa num casalzinho superficial e imaturo? Ok… com o apssar do tempo oeles até que melhoram, mas achei esses dois um entojinho, viu?

O personagem coadjuvante que roubou a cena – Nicolas, Nunca olhe para dentro | Como o meu coração literário é extremamente promíscuo, esse personagem arrancou risos e suspiros dessa que vos fala. Ele foi a corzinha a mais na leitura.

O personagem coadjuvante que eu mataria – Lindsay Edgecombe, Antes que eu vá | Que garotinha mais insuportável. Eu peguei asco dessa menina! Desejar morte é algo muito forte, mas essa pessoinha merecia, viu?

E essas foram minhas escolhas para personagens…

Amanhã tem mais, pessoal.

Até a próxima.

*.*

 

Comentários

Comentários

2 Comments

  • comment-avatar
    Diego França 10 de Janeiro de 2018 (01:11)

    Mais uma vez você falou de personagens que não conheço. O que dizer né? Mas vocÊ está comentando muito sobre Não olhe para dentro, estou curioso em relação a esse livro inclusive. Li alguns quotes, uns que me ganharam e outros nem tanto, mas fiquei tentado.

    • comment-avatar
      Marina Herrador 21 de Janeiro de 2018 (17:50)

      Dê uma chance a esse livro. Como disse em minha resenha, a escrita da Amanda amadureceu muito se você comparar este livro com A Escolhida. Eu realmente recomendo a leitura de Não olhe para Dentro.